Blog dedicado ao que, subjectivamente, influencie a ilha Terceira.
Sábado, 1 de Julho de 2006
51 touradas em Julho

É obra!

Para este mês, estão agendadas 51 touradas à corda.

35 destas touradas decorrerão no concelho de Angra do Heroísmo e 16 no da Praia da Vitória.

É a prova que esta é uma das tradições mais vincadas da ilha, resistente ao teste do tempo, mas também ao teste que é enfrentar a crise económica que por aqui anda.

Organizar uma tourada é bastante dispendioso, desde o custo dos touros, que pode ser considerável (ainda mais se a tourada tiver a presença de touros puros, o que é muito comum), ao custo das licenças camarárias, dos seguros, dos anuncios obrigatórios, da policia, etc.

E, mesmo assim, cá estão elas...51 num só mês. Impressionante esforço financeiro, que tem o contributo da população em geral.

Admito que se possa pensar que, nestes tempos menos áureos , talvez este dinheiro fosse melhor empregue em outras coisas mais produtivas.

Mas pensar assim, só se não se tiver nascido na Terceira, porque isto está no sangue e todos aqui, quer o digam ou não, sentem orgulho desta pujança tradicional e até mesmo quem não gosta em particular de participar nas touradas, não deixa de admirar o sentimento e a singularidade que elas representam.

Além do mais, as touradas sempre geram algum movimento económico, que não trazendo riqueza externa, ao menos vai rodando o que existe por cá. E dificilmente a crise seria debelada mesmo que se acabassem as touradas.

Touradas da Terceira...ainda bem que elas existem, por nós e para nós...contra todo o tipo de crise.



publicado por a-terceira-ndo às 09:00
link do post | comentar | favorito

2 comentários:
De Azoriana a 1 de Julho de 2006 às 15:13
Aplaudo este texto de pé e com "Vivas". Esta tradição, especialmente terceirense, envolve custos e lucros que vão desde o dono dos toiros e das pastagens para os mesmos, até ao vendedor de gelados e o dos amendoins com ou sem casca, do movimento de viaturas até à nova "t-shirt" com a emblemática apetecida, os foguetes que parecem pipocas a rebentar pelos ares, a bebida fresquinha nas tasquinhas, as bifanas no pão que se alegra festivo, a ginástica dos pastores que se esfalfam para evitar marradas profundas, as mazelas de algumas marradas nos mais afoitos que sentem os galhos na pele... etc. Se isto acabar penso que a Terceira caía num desânimo feroz. E cá para nós, que ninguém nos ouve agora... até os Santos gostam das touradas que os paroquianos lhes oferecem pois é uma maneira de chamar gente ao arraial da festa paroquial. E contra isso ninguém se atreve dizer que não. Despeço-me, por hoje, com um bem hajam as Touradas, sem sangue na "arena".


De x a 22 de Agosto de 2007 às 15:45
teste


Comentar post

pesquisar
 
Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10

15
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Contacto
Sugira/Comente
posts recentes

Em Pleno Século XXI

IV Triatlo de Angra do He...

Programa Provisório Das F...

Perdida a Esperança

Na Terra Do Jardim

Destaque no Sapo

A Polémica Da Escola

A Virtude Das Pequenas Ob...

A Grande Obra Vem Aí

A Igreja Na Sacristia

arquivos
tags

actualidade(492)

sociedade(145)

cultura(130)

Praia da Vitória(73)

Angra do Heroísmo(72)

angra do heroísmo(55)

praia da vitória(40)

desporto(37)

religião(8)

algo de bom/algo de mau(6)

história(5)

personalidades(5)

sondagem(5)

angra do heroísmo.(1)

lugares da terceira(1)

praia da victória(1)

praia da vitóra(1)

todas as tags

links
subscrever feeds