Blog dedicado ao que, subjectivamente, influencie a ilha Terceira.
Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2007
IX Festival de Teatro de Angra do Heroísmo

Hoje de manhã, no Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo, o presidente da Câmara Municipal, José Pedro Cardoso, apresentou o certame do IX Festival de Teatro de Angra do Heroísmo que tem lugar entre os dias 5 de Março e 4 de Abril.

Aqui fica o programa deste evento cultural que lá se vai mantendo pelos lados da Cidade Património:

5,6, 7 e 8 Março (2 espectáculos diários: 10h00 e 14h00) no Teatro Angrense - “Animais de Palco” – grupo de teatro “Teatro Mundial”

9 e 10 de Março, 21h30, Teatro Angrense - “Felizmente não é Natal” (com Lurdes Norberto e Manuela Maria) – grupo de teatro “Celso Cleto ”

17 de Março, 21h30, Teatro Angrense – “O Intervalo”, pelo grupo de teatro “Teatro Livre”

23 e 24 de Março, 21h30, Teatro Angrense - “Senhor das Flores” – com os actores brasileiros – JONAS BLOCH e BETO COVILLE

25 Março, 21h30, Sede do Alpendre - “A Solidão da Casa do Regalo” , grupo de teatro “Alpendre”
27 e 28 de Março, 21h30, Teatro Angrense - “Crise dos 40” (com Almeno Gonçalves, António Melo, Joaquim Nicolau e Fernando Ferrão) – “Teatro Mundial”
30 de Março, 21h30, Teatro Angrense - “Daqui fala o Morto” – grupo de teatro Pedra-Mó

1 de Abril, 21h30, Teatro Angrense - “Português Sur-Real ” - CIA (Companhia Independente Animação)

4 de Abril, 21h30, Teatro Angrense - “Demónios saíram à Rua” – grupo de teatro ORPHEU



publicado por a-terceira-ndo às 22:35
link do post | comentar | favorito
|

6 comentários:
De Philomela a 15 de Março de 2007 às 00:16
... pena, pena é o critério de qualidade. Quem nos governa vai tapando o sol com a peneira, fazendo de conta que investe na cultura... mas no fim de contas não distinguem um palácio de um boi... angra capital açoriana da cultura... importam-se de repetir!???
um bem haja ao autor do blog e "morra, pim " aos saloios da cultura!


De PAVÃO a 6 de Abril de 2007 às 17:46
TEATRO FORA DO PALCO - BEM ACIMA DE TUDO A VERDADE….

Que dizer desta “edição do festival de teatro amador de ANGRA” … desculpem aberto também aos grupos da terceira. Faz algum sentido fazer um festival assim? “É apenas um festival entre Eles…” como se diz noutras ilhas do arquipélago. São opções! Agora Drª Luísa Brasil com todo o respeito devido ou é ignorante ou mentirosa: “Mostrar o que de melhor se faz a nível nacional são os objectivos da IX edição do Festival de Teatro de Angra do Heroísmo…” Lamento afirmar, mas não é de longe nem o bom! É apenas o que se faz de mais pimba (popular) a nível nacional e para saber disto bastaria um pouco mais de informação ou pesquisa. Depois o programa do festival fala por si. De Lisboa o recente teatro comercial “Teatro Mundial” francamente! Vi o espectáculo infantil com o meu filho e parecia teatro para anormais. As nossas crianças mereciam muito mais! Bem! Poderia ter sido pior: a vinda do Felipe Lá Feria de quem tanto gosta a Drª Luísa Brasil vereadora da Cultura. Por aqui já pudemos ter uma noção da sua estética. Porque será que na capital ninguém leva a sério o senhor “revisteiro” Felipe Lá Féria, nem o próprio Ministério da Cultura quer saber dele. Será que ele anda a enganar a nossa vereadora com o seu discurso de qualidade? Ele vive do povo que sempre gostou de uma boa gargalhada essa é que é a verdade. O aquém encenador do momento em Lisboa com críticas constrangedoras também esteve presente, (Celso Cleto o marido de Sofia Alves) ele próprio diz que apenas gosta de dirigir bons actores e a verdade é que convida sempre grandes nomes, talvez seja apenas pura coincidência? Depois a Crise dos Anos Quarenta? Bem é verdade que está cheio de caras das novelas sim senhora vereadora! Também vi e sinceramente para ver televisão prefiro ver em casa, sempre posso mudar de canal. Prós distraídos quem encenou também esta peça foi curiosamente Celso Cleto que engraçado… e o grupo é o mesmo Teatro Mundial…"Felizmente Não é Natal", uma co-produção Celso Cleto e a Câmara Municipal de Angra do Heroísmo. Quanto terá custado esta obra de arte à Câmara de Angra?

Luísa Brasil apontou, ainda com firmeza:"exibição do que melhor se faz em Portugal e no Brasil é preciso não ter consciência e noção do que se diz à comunicação social.

Depois diz que também quer dar oportunidade "aos cinco grupos de teatro amador do concelho de estrearem as suas peças". Senhora vereadora algumas das peças já estrearam enquanto você via a novela. E os grupos de cá não são coitadinhos que “apesar de amadores fazem coisas muito bonitas…”
Mais uma vez os da casa os “coitadinhos” salvaram a alma deste festival sem glória que deveria ser muito diferente sem esquemas de protagonismo político. Srª Vereadora: Nos próximos meses já tem várias entrevistas e fotos para admirar em casa. E depois de tantos jantares com os artistas continentais das novelas está a precisar novamente do Ginásio. Não é nada pessoal consigo é apenas repugnância com o crime e a incompetência. Bem haja! O Teatro merece mais respeito e principalmente acima de tudo verdade.


De 3bettencourt a 11 de Abril de 2007 às 21:26
Falaram-me desta crítica ao Festival de Teatro de Angra e fiquei curioso, mas nada melhor do que ler esta reflexão escandalosa sobre a presente politica cultural e não creio que o responsável seja "inimigo" da Dr.ª Luísa, mas sim um feroz amante/amigo do teatro. Eu sei muito pouco de teatro, mas com cidadão espectador creio que a câmara tem a obrigação de fazer um bom serviço-público afinal investiu neste festival 72000€ e não terá sido com os grupos locais. Mas como sou optimista espero que esta fase negra da nossa cultura melhore.


De M.M. a 27 de Abril de 2007 às 11:53
Certas críticas são lamentáveis. Uma coisa é querer valorizar o teatro açoriano, outra é criticar peças só pelo prazer da crítica. "Felizmente não é Natal" é uma peça interessante, inteligente, divertida e sobre um tema deveras importante: o abandono dos nossos idosos.
"A Crise dos 40", sendo manifestamente uma peça "comercial", é divertida, ligeira, estreou em Julho do ano passado e continua "a dar cartas".
O que é certo é que este tipo de peças enche as salas de espectáculo, enquanto as outras mais "culturais" têm salas às moscas, quer seja em Lisboa, quer nos Açores. O problema é da procura e não da oferta.


De C.T a 3 de Maio de 2007 às 17:51
Em 1º lugar sr. M.M não sou crítico teatral (precisava habilitações para tal) falo como espectador do que vi e senti... algo como deve calcular pessoal e subjectivo. Depois o problema nem é a "procura" é verder gato por lebre só isso. Se o festival de Angra é de "teatro comercial" pra divertir, entreter que o seja assumidamente e que arraste grandes multidões (votantes). Agora dizer que é do melhor que se faz é grave, é mentir. Cultura serve para? Quanto aos espectáculos e as moscas (ideia de quem acha que conhece a realidade do teatro profissional) um verdadeiro artísta deve apenar tentar comunicar e sempre haverá alguém interessando. EX: Hoje só apenas alguns podem tem um "picasso". Enfim o problema é aceitar infelizmente as coisas como são, mas exigir honestidade e competência de quem faz supostamente serviço público (72 mil Euros). Depois tenta ver mais teatro nos Açores de preferência profissional. Aqui vão algumas sugestões de locais:Teatro Micaelense-PD e Coliseu-PD e TF-Horta -TD-Pico-TP -Praia da Vitória) ou em Lisboa já agora tb no Porto curiosamente verás mais pessoas que moscas. Viva ao Teatro.

PS:Uma Agata tem sempre mais gente que uma Dolce Pontes tb é um facto. Só que uma faz "Festas" e a outra cultura. E cada um sabe ao que vai.... coisas distintas mas sérias. (nada de juízos de valores)


De M.M. a 8 de Maio de 2007 às 09:50
Lamento imenso, mas o seu post está tão atabalhoado que nem sei por onde começar a responder.
Limito-me a dizer-lhe que trabalho em teatro e sei do que falo quando digo que, infelizmente, as pessoas vão mais ao teatro comercial do que ao teatro chamado de qualidade. Essa é uma realidade, seja ela onde for.
Se foi ver A Crise dos 40, sabia ao que ia, não? Ia ver uma peça manifestamente comercial com um único intuito: divertir descontraidamente e sem quaisquer pretensões. Se foi ver Felizmente não é Natal, tb sabia ao que ia, não?
O facto é que, ao comparar a sua crítica - como espectador - com as várias críticas positivas espalhadas pela net, deduzo que pertence a uma minoria que não gostou do que viu. Então o teatro de qualidade é para si. E ainda bem, porque isto de remar contra a maré é complicado, sabe?


Comentar post

Grupo etnográfico da Riberirinha - A Chamarrita
pesquisar
 
O a-TERCEIRA-ndo pergunta

Considerando a malograda Lei das Precedências, quem acha que é a figura mais importante dos Açores?
Carlos César
Sérgio Ávila
Costa Neves
Berta Cabral
João Ângelo (virtuoso cantor das Velhas)

Vêr resultados
Sondagem grátis
Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10

15
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


Contacto
Sugira/Comente
posts recentes

Em Pleno Século XXI

IV Triatlo de Angra do He...

Programa Provisório Das F...

Perdida a Esperança

Na Terra Do Jardim

Destaque no Sapo

A Polémica Da Escola

A Virtude Das Pequenas Ob...

A Grande Obra Vem Aí

A Igreja Na Sacristia

arquivos
tags

actualidade(492)

sociedade(145)

cultura(130)

Praia da Vitória(73)

Angra do Heroísmo(72)

angra do heroísmo(55)

praia da vitória(40)

desporto(37)

religião(8)

algo de bom/algo de mau(6)

história(5)

personalidades(5)

sondagem(5)

angra do heroísmo.(1)

lugares da terceira(1)

praia da victória(1)

praia da vitóra(1)

todas as tags

links
* Selo *
(Usa Ctrl+C p/copiar
e Ctrl+V p/colar
o código no teu blog)
Click for Angra Do Heroismo, Azores Forecast
subscrever feeds